Padre Landell de Moura

A 21 de janeiro de 1861, nascia, em Porto Alegre, o cientista Roberto Landell de Moura. Ele foi um dos pioneiros na invenção do telefone sem fio ou rádio, verdadeiro precursor da radiotelefonia, descobridor das ondas landeleanas.

Em 1998, transcorreu o septuagésimo aniversário de sua morte. Já em 1893, muito antes da primeira experiência realizada por Marconi, o padre gaúcho realizava, em São Paulo, do alto da Avenida Paulista para o Alto de Sant’Ana, as primeiras transmissões de telegrafia e telefonia sem fio. Experiência presenciada pelo cônsul Britânico.

Trata-se da primeira radio transmissão de que se tem notícia. Fruto de sua invenção, Landell de Moura obteve, em 9 de março de 1901, a primeira patente, para um “Aparelho Destinado a Transmissão Phonética a distância com fio ou sem fio, através do espaço, da terra e do elemento aquoso”.

Consciente de que suas invenções tinham real valor, o padre parte para os EUA e lá obtém, em 1904, três patentes. “Transmissor de ondas” – o precursor do rádio, “ Telefone sem Fio” e “Telégrafo sem Fio”.

Por seu pioneirismo, nas telecomunicações, o padre Landell de Moura é considerado o “patrono dos Radioamadores Brasileiros”, pois foi na verdade o primeiro radioamador.

RÉPLICA DO PRIMEIRO RÁDIO TRANSMISSOR INVENTADO PELO PE. LANDELL, QUE SE ENCONTRA EM NOSSA SEDE

 

A ORIGEM DA OSCIP NO MEMORIAL PADRE LANDELL DE MOURA
CLIC na imagem abaixo e visite o site do Memorial